noticias

George Pinheiro não entende posicionamento de deputado acreano sobre votar contra a reforma da Previdência

“Ele é a favor de uma casta de funcionários privilegiados que ganham altos salários. Com essa atitude, ele vota contra a maioria da população", declarou Pinheiro

  • 04 de janeiro de 2018 - 15:02

O presidente da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), George Pinheiro, sócio-proprietário do Grupo Irmãos Pinheiro no Acre, resolveu se manifestar sobre o posicionamento do deputado federal Major Rocha (PSDB), que afirmou ao ac24horas que mesmo sendo ameaçado pela direção nacional do PSDB de punição, votará contra a reforma da Previdência Social, em sessão na Câmara dos Deputados que deve ocorrer no mês de fevereiro.

George Pinheiro em encontro com o presidente Michel Temer. Foto: Marcos Corrêa/PR

Para o representante da classe empresarial, Rocha deveria argumentar detalhadamente o porquê de não votar favorável à reforma. Pinheiro enfatiza que, com esse posicionamento, o deputado tucano se coloca como um parlamentar “sem lado”.

“Ele [Rocha] é a favor de uma casta de funcionários privilegiados que ganham altos salários. Com essa atitude, ele vota contra a maioria da população. Qual o sentido de ser contra isso, já que o seu próprio presidente de partido e pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, fechou questão?”, questiona Pinheiro.

Pinheiro ressalta que a classe empresarial está unida para defender a reforma e reclama do “patrulhamento que existe” para que empresários geradores de empregos não possam se manifestar sobre o assunto. “Temos que nos posicionar sim. Se essa reforma não for aprovada, o Brasil quebra até o final do ano. Não existe almoço grátis. Alguém precisa tapar buraco, não existe mágica”.

Pinheiro revelou ainda que a bancada federal do Acre na câmara, composta por 8 deputados, está dividida, mas acredita que até mesmo o deputado Alan Rick (Democratas), que já havia se manifestado contrário à reforma, vai votar favorável.

“Quem é o eleitor que vai deixar de votar no deputado que votar a favor da Previdência? Isso não tem lógica” disse o presidente da Confederação, que informou que recentemente se reuniu com 120 deputados, senadores, ministros e o presidente Michel Temer no intuito de viabilizar a votação (foto).

“O governo tem votos para aprovar a reforma da Previdência e isso é certo, apesar de a esquerda no Brasil ficar plantando factóides para tentar confundir a cabeça do trabalhador. Essa mesma esquerda, que até pouco tempo estava no poder, se tivesse ainda com a caneta, também aprovaria essa reforma, mas agem apenas com o intuito de defender seus próprios interesses”, criticou o empresário.

Pinheiro salienta, ainda, que os deputados e sindicalistas devem entender que existe uma lei aprovada pelo Congresso que limita gastos e que a votação no congresso deveria “ser pautada, acima de tudo, no interesse do país e não numa república sindicalista”.

Fonte: Ac24horas

Comentários

Conheça nossas soluções para a sua empresa.

Acessar
Destaques

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos