noticias

‘Reforma da Previdência não é opção política, é necessidade matemática’, diz Meirelles

Ministro também afirmou que decisão sobre um possível contingenciamento do Orçamento de 2018 será tomada até sexta-feira (2)

  • 31 de janeiro de 2018 - 10:06

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante evento do Credit Suisse em São Paulo, nesta terça-feira (30). Foto: Taís Laporta/G1

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, declarou nesta terça-feira (30) que a reforma da Previdência não é uma opção política, mas “uma necessidade quase que matemática”. Ele reafirmou estar confiante de que ela será aprovada em fevereiro, apesar de estimativas apontando que o governo não terá todos os votos necessários no Congresso.

Durante evento em São Paulo, Meirelles afirmou a jornalistas que o problema do déficit previdenciário está sendo enfrentado “na hora certa”. “A reforma da Previdência não é uma opção política, é uma necessidade quase que matemática”.

O ministro também confirmou que a decisão sobre um possível corte de até R$ 21 bilhões no Orçamento de 2018 será tomada ainda esta semana. “Esta decisão sobre se haverá necessidade de contingenciamento será tomada até sexta-feira”, disse.

As contas do governo registraram um déficit primário de R$ 124,4 bilhões em 2017, o equivalente a 1,9% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado veio abaixo da meta de rombo fiscal para o ano, de R$ 159 bilhões, graças ao aumento da arrecadação.

Fonte: G1

Comentários

Conheça nossas soluções para a sua empresa.

Acessar
Destaques

Galeria de Fotos

  • Ops! Por hora não há galeria de fotos publicadas.
Outras Galerias

Vídeos

  • Ops! Por hora não há vídeos publicados.
Assistir todos